Sunday, October 26, 2008

Touro: o mito de Teseu e o Minotauro

A ASTROLOGIA COMO CAMINHO ESPIRITUAL

Os signos fixos, a esfinge e os mitos do apego
Divani Terçarolli

Touro: o mito de Teseu e o Minotauro

Minos, rei de Creta, pediu a Poseidon deus do mar, que o ajudasse a conseguir a supremacia dos mares e a fazer Creta prosperar. Em troca ele sacrificaria seu mais belo touro branco em honra do deus. Poseidon, que era representado em forma de touro, atendeu ao pedido de Minos, mas este se esqueceu da promessa e sacrificou um touro de qualidade inferior. Ofendido, o deus fez com que Afrodite, deusa do amor, insuflasse em Pasífae, esposa de Minos, uma ardente paixão pelo touro branco. Pasífae uniu-se ao touro e desta união nasceu o monstruoso Minotauro, metade homem, metade touro, que só se alimentava de carne humana.

Minotauro

Teseu, Ariadne e o Minotauro, em cerâmica grega do período clássico (aproximadamente 550 a.C.).

Minos, com medo e vergonha, mandou construir o labirinto para esconder o monstro. Jovens eram deixados ali para que o Minotauro os devorasse. Teseu, filho de Poseidon com a princesa Etra, noiva de Egeu, rei de Atenas, resolveu enfrentar o monstro e parar com o sacrifício dos inocentes. Assim que chegou a Creta, Ariadne, filha de Minos, apaixonou-se por ele e se ofereceu para ajudá-lo se, em troca, ele se casasse com ela e a levasse com ele para Atenas. Então ela lhe deu um novelo de fio de ouro para guiá-lo no labirinto. Ele penetrou no labirinto, encontrou o Minotauro e o matou com sua clava, saindo de lá vitorioso.

Minos pecou ao reter para si o que não lhe pertencia, ele é o tirano que se apropria dos bens coletivos e por isso, a nação fica estagnada. O touro é um símbolo do poder que provém de deus e tem que ser a ele dedicado. É uma investidura. O touro não pode dirigir o homem assim como as paixões não podem dominar o Eu. Tem de haver um ponto de equilíbrio na relação entre o ego e os instintos, a grosseria e a graça. O mito destaca o poder do desejo como a força dominante - desejo por comida, bebida, conforto, sexo, status, dinheiro etc. O labirinto significa o inconsciente, o turbilhão das emoções humanas e a fera que habita em seu interior. O fio de Ariadne representa a sabedoria.

Pilatos então lhe disse: Tu não me respondes? Não sabes que tenho poder para te soltar e para te crucificar? Respondeu Jesus: Não terias poder algum sobre mim, se de cima não te fora dado. Por isso, quem me entregou a ti tem pecado maior. (João 19. 10-11)

Touro, signo de Terra, é a matéria. Rege a boca, por onde falamos e nos alimentamos. É o Verbo Divino que traz à existência, que materializa tudo o que a mente, divina ou humana, concebe.

No princípio era o Verbo... (João 1.1)

Ouvi e compreendei. Não é aquilo que entra pela boca que mancha (faz o homem impuro) o homem, mas aquilo que sai pela boca, isso é que faz o homem impuro. (Mateus 15. 11)

O que importa é o que vem de dentro do coração, e não o que entra dentro de nós. Viver e usar a matéria não contamina o espírito.

O verbo relacionado a Touro é calar, controlar, estar no comando, ou dominar a natureza material, é a tarefa mais difícil que o ser humano deve realizar, pois a posse material gera o apego, donde provém o ciúme, a inveja, a cobiça etc.

1 comment:

Luísa said...

Adorei o texto: compara o mito grego do minotauro com outros mitos que povoam a religião católica e ainda ligando-os à astrologia...bem interessante... já leu campbell? o poder do mito?